dinsdag 12 april 2016

O FIM CHEGA SEMPRE EM APOCALIPSES DE PALAVRAS MUDAS -MAS SUBITAMENTE SUBITAMENTE A SOMBRA DESAPARECEU DOS REBANHOS DE PALAVRAS E A NOITE CAIU VORAZ SOBRE ELES E A LUZ DO DIA MORTO ALONGOU-SE EM SOMBRAS MEDONHAS NUM LUAR SE CALHAR HABITADO TAMBÉM ELE POR SOMBRAS DE PALAVRAS NA URBANIDADE DO ANO SOLAR SE CALHAR SE CALHAR NOUTRO TEMPO E LUGAR

E A MORTE CHEGOU SEM PRESSAS


OS DEDOS VERDES DA FLORESTA 


COBRIRAM-LHE OS PÉS E O CORPO

SÓ OS ORGANISMOS IMORTAIS


QUE O DEVORAVAM NÃO TINHAM

NECESSIDADES SEXUAIS

OU ENTENDIMENTO DO QUE ERA O SEXO

LIMITAVAM-SE A OCUPAR MAIOR 

VOLUME 

DIVIDINDO-SE INCESSANTEMENTE

Geen opmerkingen:

Een reactie plaatsen